Trupcando em Sonhos – GO


Imagem

Depois de um bom tempo sem atos, voltamos!! \õóô/

Com vários pontos de vistas e sentimentos diferentes, compartilharemos com vocês um pouco de como foi o ato no Hospital Materno Infantil (HMI),  realizado dia 15/07/2012, aqui em Goiânia. Esteve presente os seguintes Trupqueiros: Samuel, Thales, Diego, Mariana, Maressa, Alfredo, Juliana e Joyce.

Nada melhor, que deixar em palavras a experiência.

“Logo após a chegada, preparação e maquiagem que foram feitas na enfermaria 1,(…) acredito que o preparar nos ajudou na inspiração para as visitas e colocou todo o grupo na mesma sintonia e motivação necessária para os encontros que teremos. E por mais que parecesse que seria um ato distante, houve uma sintonia tremenda. O grupo saiu organizado em quartetos e fomos direto para a pediatria. Chegando lá, havia apenas três quartos, fazendo assim com que o grupo não se dividisse da forma esperada. Seguimos indo para o ambulatório (pronto-socorro), onde houve música e balões. Antes de seguir para a maternidade e geriatria (clinica geral), demos uma espiada na UTI-NEONATAL. Bem, mãos limpas, olhares apreensivos de alguns, ansiosos de outros. Conhecemos o Caio, a Elisa e a Ana Paula e tudo que pudemos oferecer naquele momento foi força e fé, e músicas cantadas pela alma, acredito. Senti olhos marejados que cantavam: “Se eu roubei, se eu roubei teu coração. É porque, é porque te quero bem.“ (…)” [Maressa Queiroz]

“O que mais me emocionou no Hospital foi, enquanto estávamos na UTI, uma avó, que estava com sua netinha num estado bem ruim, e que, quando estávamos com ela, começou a chorar. Quando ela me abraçou e me disse obrigada, eu entendi que, de todos que estavam lá, ninguém precisou mais de nós que ela.” [Juliana Gaioso]

“Queria dizer que estou muito feliz por ter participado desse ato e ver que trabalhos como esse, faz mesmo a diferença. Passamos algumas vezes na porta do quarto do Cauã e toda as vezes ele estava sorrindo e eu lembro quando chegamos lá pra conversar com ele não estava muito animadinho. E teve o outro menino no quarto dele também o João Vitor que estava dormindo e depois voltamos lá pra falar com ele e ele também ficou feliz. (…) espero melhorar e continuar participando de atos como esse.” [Mariana Moreira]

“Se eu pudesse resumir o ato de hoje, no Materno Infantil, em apenas uma palavra, ela seria: surpreendente. Eu, assim como os outros trupqueiros que já passaram por lá antes, estávamos com saudade daquele lugar. E quem ainda não tinha ido e pôde participar hoje, deve estar com esse mesmo sentimento agora. (…) nós nos divertimos, levamos um pouco de alegria sim, mas, acima de tudo, nos emocionamos e foram eles quem deram alegria para nós. É gratificante ver que todos têm felicidade guardada dentro de sí, mesmo em situações ruins, e mais gratificante ainda é ver que podemos fazer parte de tudo isso.”  [Diego Miranda]

QUE POSSAMOS CONTINUAR A BRILHAR DIANTE DO MUNDO!

Anúncios

TruPcando em Sonhos – BH

A TruPcando em Sonhos BH antecipou a Páscoa e além de muita alegria levou doces e chocolates arrecadados para os moradores de rua da cidade, no total foram:

Barras de Chocolate – 013
Caixas de Bis – 034
Caixas de Chocolates – 100
Sacos de Bombons – 003
Sacos de Balas – 001
Sacos de Pirulitos – 003
Kits c/ (água, suco, doce) – 130
Kits c/ ovinhos e balas – 011
Ovinhos de Páscoa – 053
Ovos de Páscoa – 028
Coelho de Chocolate – 004
Caixa com Coelhinhos – 001 (c/ 20 coelhinhos)
Copos de Àgua Mineral – 120

Sorrisos: Milhares =0)

 

Feliz Páscoa a todos!

 

Relato de Experiências

“Faz da lágrima sangue, que nos deixa de pé”

Sempre quis postar aqui, falar algumas coisas bem filosóficas, dizer algumas rimas, contar alguns detalhes, simplesmente comentar.

Quanto tempo temos de trupcando hein meus caros trupqueiros. Muito tempo Trupcando em Sonhos e ainda alguns de nós nem podem definir Trupcando em Palavras. As mudanças, conquistas, problemas, etapas, aprendizados, momentos, grandes amizades, novas amizades, uma família com seus altos e baixos, feios e bonitos, mas especialmente, raros.

Estes raros que crescem, amadurecem, mudam a cada dia. Que vem e se vão, que ficam, que acreditam. Raros que estão com aquela vontade eterna no peito, de viver esta essência e muito mais. Eu era um cara só de palavras, que escrevia coisas belas e quase nunca as realizava. Um cara que tinha uma vontade no peito de fazer algo diferente, pelos amigos, pelas pessoas da rua, por quem passava fome ou até por quem era excluído como eu fui muitas vezes. Um excluído das turmas legais, o cara feio que ninguém queria sair, um zuado pelas pessoas do dia a dia, uma vítima de bullying, que passava seus dias escrevendo, chorando sozinho e ás escondidas, por vários motivos de pressão em cima de mim. Quando comecei a ficar alheio a isso, perco meu irmão de sangue para terras distantes que não irei por agora. E por me tornar alheio a toda forma que pudesse me atingir, segurei a barra de todos no velório e enterro, me internaram acreditando que estava extremamente abalado psicologicamente e porque simplesmente nunca pararam para me ouvir.

“Tempo de dar colo, tempo de decolar”

Após perdemos partes importantes na construção da nossa personalidade, há hiatos e precipícios que parecem nunca ter fundo, ter fim. E no Trupcando em Sonhos, achei o lugar, que eu poderia falar besteiras, brincar, ser meio bobo, ser feio e chato, que as pessoas iriam rir com isso, iriam apostar que eu não fazia alguém sorrir se não fosse ainda mais maluco e livre de todas essas regras da sociedade e se eu deixasse cair as máscaras e usa-se aquele personagem de todo dia para o mundo, só para o mundo e entre nós e para os nossos queridos internos de qualquer lugar, seríamos nós mesmos. Ser eu mesmo é a melhor coisa que fiz, me aceitar imperfeito e saber ouvir o outro que caminha comigo e suas críticas, pois sei que ele também me ouvirá.

“Se lembrar de celebrar muito mais.”

Tenho tentado entender tantas mudanças nas pessoas, na vida, no dia a dia. Escolhas o que fazemos que pode nós levar ao fundo do poço sem mola ou nos fazer felizes como nunca havíamos pensado ser. As pessoas crescem e isso torna complicado a convivência, cada um quer uma independência na vida e acaba fazendo uma independência de amigos, de pessoas de convívio, importantes, que sempre estiveram lá. Comecei a aceitar as mudanças e pesar na balança todas as desconfianças, problemas, atitudes mal interpretadas.

O importante não é aceitar tudo, é compreender o porque acontece e tentar melhorar.

Tá! Parece texto de auto ajuda, parece que não tem chance nenhuma de mudar alguma coisa.

Se um que deseja mudar, acreditar, o mundo em torno dele começa a ver e também querer.

Esperar tudo de todos não levará a mudanças na personalidade de cada um. Nosso direito termina onde começa o do outro, nosso dever só termina se assim sentirmos que é para ser.

Eu sinto que meu dever é escrever.

Não terminaria sem escrever aqui nesse blog.

Que é um lugar pra lembrar o porque participamos, estamos, vivemos, pensamos, em Trupcando em Sonhos.

Não se esqueçam seus raros, desse nome, dessa essência, dessa parte da vida.

É a parte boa de nós, que deixaremos para o mundo.

Anybal – Palhaço Zabatuta ou Zébonete

Aniversário!

Gabi Veiga e Willians Marques. O Teatro Mágico

 

Hoje, dia 03/02/2011 é a data oficial do aniversário da TruP Brasiliense. Há 3 anos atrás estávamos envolvidos numa emoção gigante e anciedade extrema para o nosso primeiro e maravilhoso ato, que ao fim foi repleto de beijos, brincadeiras, lágrimas e muito amor! Ao longo destes 3 anos conquistamos muitos amigos , tivemos o imenso prazer de ter como família a TruP Goiania que completa 2 anos cheios de histórias e carinho, tivemos ainda o prazer de contar com a TruP Paraíbana da cidade de Esperança que durante seu tempo de existência cativou e encantou em orfanatos e ruas com muitos sorrisos e abraços, Hoje contamos ainda com a Trup Paraíbana de Campina Grande que se destaca por seus atos em comunidades carentes, tivemos também o prazer de conhecer o pessoal de São José do Rio Preto que esteve abraçando (literalmente) a causa pelas ruas de São Paulo.

Hoje é dia de agradecer a todos os irmãos TruPqueiros e todos os apoiadores que nos dão força pra sempre sempre continuar!!

Lembre-se “Você faz a diferença!” .

Parabéns TruPcando em Sonhos!!!

Tayze Alves – Brasília

__________________________________________________________

Entrar pra Trup foi um tremendo desafio, loucura pensada, mais loucura, embarquei em um projeto de vida totalmente novo, baseado numa galera louca, que eu não conhecia, mas que admirava demais e hoje admiro mais ainda. Conheci a trup em Abril de 2009 e fiquei apaixonado pelo projeto, graças a muita persistência conseguimos levar a TruP para Campina Grande – PB, hoje a Trup cresce num crescimento demasiado e em setembro completará 2 anos. Ver nosso projeto crescer é um sentimento sem descrição. parabéns a todos nós, mas agradeço demais a Deus por ter colocado esse projeto na minha vida, mudei e mudo muita gente, inclusive eu. Através deste estilo de vida, percebi que “cada minuto que passa é uma oportunidade de mudar tudo”.Hoje sei que minha história na trup nunca terá fim, será INÍCIO -> MEIO -> INÍCIO.

 Pois a todo momento a Trup me presenteia com uma nova oportunidade de renovar o mundo.

Filipe Sampaio – Campina Grande

__________________________________________________________

Vocês são simplesmente lindos de viver…de ser…de aprender…e um grande exemplo de vida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!PARABÉNS PELO LINDO E EMOCIONANTE TRABALHO!!!!! O MUNDO AGRADECE A EXISTÊNCIA DESSE LINDO GRUPO! LEVAR A ALEGRIA AO PRÓXIMO E SORRIR …..SORRIR…SORRIR….FAZ A DIFERENÇA!!!! BJUUUUUUUUUS

Hellen Alves Nogueira (fã)

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 264 outros seguidores

%d bloggers like this: