Ato – 1° ato no Hospital Geral de Goiânia (HGG)-GO

Foi no dia 10 de maio de 2010 que tivemos nosso primeiro contato com o HGG (GO). Coração acelerado, mãos suando, lá estavam os doutores besteirólogos, vencendo mais uma barreira. Estávamos nervosos pois o público era adulto, e sempre dá aquela sensação de “Será que estamos agradando?”. Existem 7 grandes enfermarias no hospital, e a medida em que íamos entrando nos quartos, fomos perdendo aquele medo e receio de não agradar. Todo mundo recebia a gente com um baita sorriso. Ficavam encantados. Mais encantados ficávamos a gente, que recebíamos tanto carinho. O nosso horário seria das 14 às 16, porém, eram tantos os quartos que pediam para a gente visitar, que estendemos o nosso horário por quase mais 1 hora. Foi intenso. Foi mágico. Cada paciente, um novo sorriso, uma nova esperança… fé. Chegávamos com nossa música, nossas brincadeiras, nossas bagunças e nossos textos e eles, todos eles, sempre atentos, atenciosos, sempre sorrindo e até se emocionando.  Foi a visita de hospital em que mais se houve uma troca, uma entrega, uma doação. Tanto nossa como dos pacientes. Levamos um pouco deles, deixamos um pouco de nós.

truPqueiros que foram:

Mariah; Samu; Rafael Kbça; Maressa; Washi; Jéssi;

Devemos ressaltar o tamanho do carinho que todos do hospital tiveram com a gente, desde os pacientes até os médicos, enfermeiros e direção do HGG. Em muitos quartos, os pacientes se emocionavam (era difícil conter a emoção, mas seguimos sorrindo), em tantos outros, houve novamente, uma vontade de viver. Ao final da visita, nós fomos andando pelos corredores cantando a música da truP: “Quando estou triste e acho que não vai dar, corro para os sonhos, volto a truPcar…” e nos convidaram para ir até a direção do hospital. Chegando lá, todos agradeciam a nossa visita, falavam que todos os pacientes estavam pedindo para que a gente voltasse, disseram que aquilo ali fazia bem para alma. A diretora disse palavras doces que não vou esquecer mais: “É por ter jovens como vocês, fazendo o trabalho que vocês fazem, que vale a pena acreditar e continuar lutando.”

Este foi o primeiro ato que a truP esteve com o jaleco, não podemos deixar de agradecer a GOIÁS BORDADOS – (TEL :62  32936047 ) por ter doado o bordado do jaleco para cada truPqueiro. A truP agradece imensamente.

Por Jéssica Pereira Frazão

Goiânia,14 de maio de 2010.

É preciso força pra sonhar e perceber que a estrada vai além do que se vê. Los Hermanos

Anúncios

O que mais se vê por aqui

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 264 outros seguidores

%d bloggers like this: